Face a Facis

Mais informações sobre a Faculdade de Ciências da Saúde de São Paulo

Febre Amarela

Atenção Sres. Clientes:
Há um risco aumentado da febre amarela no Estado de São Paulo. Ela se apresenta na forma silvestre quando pega a partir do mosquito Haemagogus, encontrado apenas nas matas. Até o momento somente a forma silvestre foi detectada e, portanto, para contrair a doença é necessário entrar na mata. O problema, no entanto, consiste no fato de que há o risco de alguém já contaminado ser picado pelo mosquito Aedes (mosquito da dengue). Esse, por sua vez, pode espalhar a febre amarela na cidade. Assim, teríamos a febre amarela urbana, fazendo com que o número de casos aumente muito.
Só com a vacinação em massa é que a doença pode ser controlada.
Portanto, tirando as contraindicações, todos devem receber a vacina.
Não devem receber:
1) menores de 6 meses
 2) imunodeprimidos
 3) aqueles que comprovadamente tem alergia a ovo
Obs.: gestantes, mulheres amamentando e maiores de 60 anos podem receber a vacina com orientação médica direta
Vacinem-se; não esperem mais
Nota: a dose inteira confere proteção por toda a vida, já a dose fracionada confere proteção apenas de 6 a 8 anos.
Dr. Evandro Roberto Baldacci
Livre Docente USP
Coordenador dos Cursos de Pediatria da FACIS
  • Tags:
Compartilhe

Assine nossa Newsletter